Sexta-Feira, 23 de Junho de 2017

Publicidade

ASPOL

Publicada em 01/06/2015 | Autor: QAP

Polícia Civil apreende quase 3kg de maconha e prende quatro pessoas em ocorrências diferentes
Polícia Civil apreende quase 3kg de maconha e prende quatro pessoas em ocorrências diferentes

A Polícia Civil apreendeu 2,9 kg de maconha na tarde desta segunda-feira, em Campina Grande. A apreensão foi realizada por policiais da Delegacia de Homicídios num posto de combustíveis, após denúncia anônima encaminhada ao 197. Uma mulher identificada por Lidiane da Silva, 29 anos, foi presa em flagrante, e um adolescente de 17 anos foi apreendido e encaminhado ao Lar do Garoto.

A denúncia era de que o menor faria a entrega da droga à mulher acusada. Os investigadores se deslocaram até o local e abordaram a dupla no momento do repasse da maconha. A droga estava embrulhada em três tabletes e escondida em uma sacola preta.

De acordo com as informações apuradas pela Polícia Civil, o menor já cumpriu medida socioeducativa e foi liberado no dia 8 de abril. Depois dessa data, ele foi apreendido outras três ocasiões, acusado de cometer diversos atos infracionais. “Lidiane foi autuada por tráfico, associação ao tráfico e corrupção de menores”, disse a delegada Tatiana Mattos. Há informações de que a mulher é companheira de um apenado do presídio Serrotão.      

CRIME ELUCIDADO – Outra prisão feita pela Delegacia de Homicídios de Campina Grande é referente a mais um homicídio elucidado na cidade. Rodolfo Sousa Oliveira, 20 anos, é apontado como autor da morte de Wagner Cunha Rodrigues, 28 anos, que foi alvejado no dia 5 de março de 2015 e foi socorrido ao hospital, mas veio a óbito dias depois. Rodolfo foi preso no bairro do Jeremias.

TENTATIVA DE HOMICÍDIO – Também nesta segunda-feira, a Delegacia de Homicídios prendeu Tiago Carvalho Nunes, 27 anos, acusado de tentar matar um homem na noite desse domingo, 31. Ele chegou a acionar o gatilho duas vezes, mas arma falhou e não disparou. A tentativa de homicídio aconteceu em um bar no bairro das Malvinas. Vítima e acusado já haviam se desentendido meses atrás.    


Assessoria de Imprensa




Leia Também

  1. Sem investigação não há justiça. Sem justiça não há ...
  2. ASPOL parabeniza investigadores da PB pela prisão de suspei...
  3. Polícia Civil prende grupo acusado de assaltos a estabeleci...

Publicidade

Borda Comunicação