Sexta-Feira, 23 de Junho de 2017

Publicidade

ASPOL

Publicada em 09/11/2016 | Autor: QAP

Polícia apreende mais de mil unidades de munições e duas mil carteiras de cigarro em Pombal
Polícia apreende mais de mil unidades de munições e duas mil carteiras de cigarro em Pombal

O trabalho investigativo desenvolvido pela Polícia Civil da Paraíba resultou na apreensão de mais de 1000 unidades de munições de uso restrito, quatro caixas de cigarros contrabandeados e ainda na prisão do comerciante de bebidas Edmilson Almeida Evangelista, 62 anos, em Pombal, Sertão do Estado. A ação foi realizada por policiais do Grupo Tático Especial (GTE) e da 2ª Delegacia Distrital da cidade, que faz parte da 19ª Delegacia Seccional, com sede em Sousa.

De acordo com os investigadores, a apreensão aconteceu em virtude de cumprimento de mandado de prisão expedido pela Justiça na residência de Edmilson, que fica na rua Antônio Mamede, Centro do município, após investigação minuciosa da polícia. No local, foram encontradas as munições calibres .44, .45, .556, 12, 762, 40 e 380 e ainda caixas de cigarros.

Segundo a delegada seccional Patrícia Forny, foram apreendidas duas mil carteiras de cigarros sem nota fiscal, além de uma grande quantidade de pólvora, chumbo, espoletas que são utilizados para recarga de munições e 100 kg de material bélico para confecção de mais munições. Em depoimento, o preso assumiu a propriedade e comercialização dos produtos, e ainda afirmou que as munições vinham da cidade de Sousa.

Ainda de acordo com a autoridade policial, a prisão do comerciante serve como alerta aos outros comerciantes e também aos compradores destes contrabandos, já que só é possível a comercialização dos produtos quando existe autorização do uso, o que não é o caso. Autuado em flagrante, o suspeito não terá direito à fiança e aguardará a decisão da Justiça, preso na Cadeia pública da cidade de Pombal.

Assessoria Seds




Leia Também

  1. A reunião de ontem e os dois fatores que mostram o crescime...
  2. “A Aspol é quem faz o papel do estado”, diz vice-presid...
  3. HOMICÍDIOS: Dados divergem da tese dos “5% de elucidaçõ...

Publicidade

Borda Comunicação