Segunda-Feira, 26 de Junho de 2017

Publicidade

ASSORAC

Publicada em 22/02/2016 | Autor: QAP

PE: Polícia Civil prende terceiro suspeito de matar radialista “que falava demais”
PE: Polícia Civil prende terceiro suspeito de matar radialista “que falava demais”

Os investigadores da Polícia Civil de Pernambuco prenderam, na última quarta-feira, 17 de fevereiro, o terceiro suspeito de executar o radialista Israel Silva, de 37 anos de idade. O crime aconteceu no dia 10 de novembro de 2015, no município de Lagoa de Itaenga, zona da mata pernambucana.

De acordo com as investigações, Mailson dos Santos Silva (foto), 27 anos, atirou no radialista com uma espingarda calibre 12. O motivo? O profissional de imprensa fazia denúncias constantes em seu programa de rádio, contra o grupo de Mailson.

Além dele, outros dois suspeitos já haviam sido presos: Henrique Luiz da Silva Ferreira (‘Quito’), 28 anos, e Fábio Ricardo dos Santos Silva, 20 anos.

ISSO NÃO É NORMAL

Tomando-se por base a investigação da Polícia Civil, o radialista foi executado “por falar demais”. Essa seria a justificativa dos criminosos para tirar a vida de Israel.

Se o PARAÍBA EM QAP puder dar um ‘conselho’ as profissionais de imprensa, nós diremos que não deixem esse tipo de interpretação ganhar força na sociedade. Pelo exposto, Israel foi assassinado em razão da atividade que exerce. Não foi um crime contra o cidadão, apenas. Mas um atentado à democracia. 

E isso não pode ser visto como um mero “risco inerente à profissão”. Isso não é normal. 




Leia Também

  1. PC-MG: Delegados e investigadores se unem e ameaçam entrar ...
  2. Alagoas: ‘Delegacia Móvel de Homicídios’ e 500 assassi...
  3. Mais de 30% do efeito da PC-MG foram afastados da função p...

Publicidade

Borda Comunicação