Segunda-Feira, 26 de Junho de 2017

Publicidade

ASPOL

Publicada em 10/08/2016 | Autor: QAP

Novo ministro da Justiça do Japão diz que pena de morte “é inevitável”
Novo ministro da Justiça do Japão diz que pena de morte “é inevitável”

“É inevitável.” O tom conclusivo da expressão saiu da boca do novo ministro da Justiça do Japão, Katsutoshi Kaneda, ao falar sobre a pena de morte imposta pelo governo japonês a condenados por crimes cruéis. O posicionamento do ministro foi exposto ao seu povo durante a cerimônia de posse de Kaneda, na semana passada.

- É inevitável aplicar a pena de morte a uma pessoa que tenha cometido um crime cruel e com clara responsabilidade penal”, disse o ministro, acrescentando que seu principal objetivo no novo cargo é “tonar o Japão o país mais seguro do mundo”.

‘CURIOSIDADES’

Lá no país dos olhos puxados, os réus condenados à morte chegam a passar décadas isolados na prisão. E só são informados de sua execução algumas horas antes do evento.

Por aqui, fica patente a pouca (nenhuma!) importância que nossos governos dão à comunicação dos detentos com o mundo além-grades. 

JAPÃO X BRASIL

É óbvio que a pena capital, por si só, não diminui os altos índices de violência em nenhum lugar do planeta. É preciso reunir todas as engrenagens que fazem a máquina andar nos trilhos.

No entanto, é irracional acharmos que as leis brasileiras são as mais adequadas para se aplicar a crimes que por aqui já se tonaram “normais”.

Nem tanto nem tão pouco. 




Leia Também

  1. PENA DE MORTE: Dos cinco métodos adotados, sabe qual é o m...
  2. Confira as cinco modalidades de Pena de Morte impostas no Es...
  3. PENA DE MORTE: Condenados nos EUA passam 15 anos em média a...

Publicidade

Borda Comunicação