Segunda-Feira, 26 de Junho de 2017

Publicidade

ASSORAC

Publicada em 09/12/2014 | Autor: QAP

MINAS: Comandante é exonerado após ‘limitar’ atuação da Guarda Municipal
MINAS: Comandante é exonerado após ‘limitar’ atuação da Guarda Municipal

Depois que as guardas municipais do Brasil conquistaram o chamado “poder de polícia”, através da lei 13.022/2014, alguns municípios estão enfrentando dificuldades para se adequar ao texto aprovado.

Na cidade de Poços de Caldas (MG), o comandante da Guarda foi exonerado após tentar ‘limitar’ a atuação da tropa azul marinho. A informação é do sindicalista Naval, representante dos GMs.

Segundo ele, o ex-comandante teria impedido a Guarda de fazer rondas nas ruas e abordar suspeitos, ações que eram desempenhadas pelo órgão. A única atividade que estava sendo executada pelos GMs nos últimos dias era fazer a segurança dos prédios públicos.

A própria população da cidade teria questionado por que a GM não atuava mais como antes, e o comandante acabou deixando o cargo.

NOVA POLÍCIA

Essas novas atribuições da GM “se confundem” com as responsabilidades atribuídas à Polícia Militar, que consiste, no geral, no policiamento ostensivo nas ruas. Em muitas capitais, a Guarda Municipal já atua com motos, canil e até cavalaria.

VELHO ‘QRM’

Diante dessa intercessão de espaços, é natural que setores da Polícia Militar apresentem certa resistência em absorver o novo cenário, como vem ocorrendo em alguns estados. 




Leia Também

  1. Partido político defende porte de arma para todos os guarda...
  2. CURITIBA: Guarda Municipal ‘mata’ estuprador que atacou ...
  3. BENEFÍCIO: Senado aprova bolsa-formação para agentes de t...

Publicidade

Borda Comunicação