Segunda-Feira, 26 de Junho de 2017

Publicidade

ASSORAC

Publicada em 18/07/2014 | Autor: QAP

Guarda Municipal de Campina Grande comemora aprovação de projeto pelo Senado
Guarda Municipal de Campina Grande comemora aprovação de projeto pelo Senado

Os guardas municipais de Campina Grande classificam como uma grande vitória para a categoria aprovação do Projeto de Lei Complementar 39/2014, que formaliza uma série de medidas necessárias para ajudar na segurança pública do país.

O texto, que aguarda apenas a sansão da presidente Dilma, concede o porte de arma aos profissionais e padroniza os procedimentos nas GMs, que geralmente atuam de acordo com a visão dos gestores em cada município.

De acordo com o vice-presidente do Sindguardas-PB, Rosilberto Moura, representantes da categoria em Campina, o projeto traz mais segurança e autonomia aos profissionais.

“Da forma como é hoje, cada gestor da Guarda Municipal tem uma interpretação diferente de como o órgão deve atuar, se deve usar arma ou não; se é para fazer a segurança apenas dos prédios ou não. Mas agora, com a aprovação do projeto, tudo será devidamente esclarecido e regulamentado”, disse Moura.

Outro ponto positivo é que, agora, a Guarda Municipal deverá ser dirigida por profissionais da própria classe profissional, e não de outros setores. “É uma questão óbvia. A Polícia Civil é gerida por policiais civis. A Polícia Militar da mesma forma. Até os agentes penitenciários estão conquistando espaços importantes nesse sentido. Então, não poderia ser diferente com a Guarda Municipal”, exemplificou Rosilberto.

DESARMADOS

A GM de Campina Grande foi treinada pela Polícia Militar e obteve instruções com armas, sendo devidamente capacitada a atuar com armamento. No então, o órgão ainda não recebeu o material de trabalho necessário para a segurança da população e dos próprios profissionais.

ARMADOS

A Guarda Municipal de Cabedelo (PB), por exemplo, executa parte do serviço fazendo uso de pistolas. “Acredito que agora os governos municipais de todo o Brasil irão cumprir o que a lei determinar”, concluiu Moura.  




Leia Também

  1. Guardas Municipais podem fiscalizar trânsito, lavrar auto d...
  2. Por que a Guarda Municipal em Campina deveria estar preparad...

Publicidade

Borda Comunicação